Sempre que tenho a oportunidade  recomendo o conto “Diário de Um Louco” de Nikolai Gogol  (1809-1853) aos residentes e estudantes. A narrativa ilustra com humor e riqueza de detalhes a formação do delírio a partir de uma percepção delirante.

Encontrei dois links interessantes sobre o conto: aqui, um artigo publicado do BMJ e, aqui, um ensaio publicado no ótimo blog Ars Psychiatrica.

Anúncios