Se existe um cineasta capaz de recriar com perfeição em filmes aquele clima dos sonhos, esse cineasta é David Lynch. O diretor americano sempre consegue reunir na tela com muita habilidade elementos que fazem a gente ressoar emocionalmente como se estivesse dentro do sonho ou pesadelo dos personagens.

Selecionei do Lynch e de outros diretores algumas grandes sequências oníricas do cinema (clique para ver o vídeo dos trechos):

Twin Peaks (David Lynch)
Um cão andaluz (Luis Buñuel)
O Chamado* (Gore Verbinski)
Cidade dos Sonhos (David Lynch)
8 1/2 ( Federico Fellini)
O Grande Lebowski (Irmãos Coen)
Spellbound (Alfred Hitchcock)
Akira (Katsuhiro Ôtomo)

* Essa sequência não é propriamente de sonho mas entrou na lista pela dose de surrealismo.
Posts relacionados: Meta-sonhos, Jung e A Origem, Filmes e psicopatologia
Anúncios